Paróquia de Unhão

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADPRT/PRQ/PFLG28
Title type
Formal
Date range
1577-06-10 Date is certain to 1911-02-26 Date is certain
Dimension and support
Papel
Extents
77 Livros
Biography or history
A freguesia de São Salvador de Unhão, cabeça do antigo concelho com o mesmo nome, na antiga comarca de Guimarães, era reitoria da apresentação da Mitra da Sé do Porto, segundo Carvalho da Costa; na "Estatística Parochial" de 1862 diz-se ser da apresentação alternativa da Coroa e Mitra; era comenda da Ordem de Cristo. Aquando das Inquirições de D. Afonso II, em 1220, Unhão pertencia ao julgado de Felgueiras. Em 1367, porém, a freguesia foi separada deste julgado e dada a Aires Gomes da Silva, alcaide-mor do castelo de Guimarães. D. Manuel deu foral a Unhão em 1515. As disposições deste documento abrangiam, também, a honra de Meinedo, em Lousada, e a de Cepães, em Fafe, as quais pertenciam aos Condes de Unhão. Constituíu concelho até 1836, ao qual pertenciam as freguesias de Vila Verde, Pedreira, Rande, Sernande e metade da de Varziela, as quais foram desanexadas do de Felgueiras. Fez parte da comarca de Guimarães até 1883, data em que esta comarca foi anexada à de Amarante. Em 1836 criou-se o julgado de Barrosas, ficando a pertencer-lhe, além de outras, as freguesias que constituíam o extinto concelho de Unhão. Pelos Decretos de 30 de Junho de 1852 e 31 de Dezembro de 1853, o concelho de Barrosas foi suprimido, passando a freguesia de Unhão, em virtude daquele último decreto, para o concelho de Lousada; pelo Decreto de 24 de Outubro de 1855, foi transferida nova e definitivamente para o de Felgueiras. Da diocese de Braga passou para a do Porto em 1882. Comarca eclesiástica de Amarante - 2º distrito (1907). Segunda vigararia de Lousada (1916); primeira vigararia de Felgueiras (1970).
Geographic name
Unhão - Felgueiras
Legal status
A comunicabilidade dos documentos está sujeita à legislação que rege o regime geral dos arquivos e do património arquivístico (Decreto-Lei n.º 16/93, de 23 de Janeiro) e a legislação mais específica de acordo com os casos
Custodial history
Em 1993 foi publicado pelo Arquivo Distrital do Porto, o Guia do Arquivo que esteve em uso até 2005, cumulativamente com a descrição disponível através da aplicação de descrição arquivística Arqbase. Em 1994 foi publicado o Inventário Colectivo dos Registos Paroquiais, no âmbito do Inventário do Património Cultural Móvel.



Acquisition information
Incorporações efectuadas pela Conservatória do Registo Civil de Felgueiras em 8 de Agosto de 1939, 9 de Setembro de 1944, 31 de Agosto de 1949, 7 de Setembro de 1954, 11 de Fevereiro de 1960 e 23 de Setembro de 2004.
Scope and content
Documentação relativa a baptismos, casamentos, óbitos e rol de crismados



Accruals
Incorporações periódicas (art.38 do Código do Registo Civil)
Arrangement
Ordenação cronológica
Conditions governing use
Reprodução sujeita a restrições atendendo ao número, tipo de documentos, estado de conservação e o fim a que se destina
Language of the material
Português
Physical characteristics and technical requirements
Documentação em estado regular, encontrando-se a maior parte microfilmada. Unidades arquivísticas de acesso condicionado, devido ao estado de conservação
Other finding aid
DigitArq : base de dados de descrição arquivística
Related material
Fundos:

Paróquia de Lordelo : PT/ADPRT/PRQ/PFLG09;

Paróquia de Vila Verde : PT/ADPRT/PRQ/PFLG33;

Paróquia de Pedreira : PT/ADPRT/PRQ/PFLG12;

Paróquia de Rande : PT/ADPRT/PRQ/PFLG16;

Paróquia de Sernande : PT/ADPRT/PRQ/PFLG25;

Paróquia de Varziela : PT/ADPRT/PRQ/PFLG30
Creation date
7/6/2011 12:00:00 AM
Last modification
3/19/2013 10:56:01 AM